FacebookYoutubePartilharRSS
Área Reservada
Caminhando

IV Cabreia e as Minas do Braçal - Sever do Vouga

No dia 8 de abril 2017, pelas 6h45, dois autocarros partiram da Câmara Municipal de Gondomar para levar os 110 AMUT’eiros para a aventura por terras de Sever do Vouga.

A primeira paragem ocorreu, pelas 8h15, na Associação Académica de Santa Cruz em Oliveira de Frades, onde um fantástico pequeno-almoço composto por sumos, café com leite, bolos tradicionais e outras iguarias caseiras, doces e salgadas, esperavam os caminheiros famintos.

De barriguinhas cheias e recarregados de energia, todos rumaram novamente para os autocarros para percorrer os restantes 30 km até ao ponto de partida para a caminhada deste dia, por estradas estreitas e sinuosas, mas com o aliciante de ser por estrada florestal, dando frescura ao dia soalheiro.

Chegamos finalmente, pelas 9h30, e todos saíram rapidamente dos autocarros para dar início ao percurso. Percorridos cerca de 500 metros, atingimos o ex-libris do trilho, que também lhe dá o nome: a “Cascata da Cabreia”. Uma queda de água deslumbrante, abundante, com uma altura de cerca de 30 metros. O lugar, amplo, tem várias pontes de madeira e uma beleza mágica e fresca que encantou os olhares ao ponto de ter sido bem difícil dar início à caminhada. As poses para as muitas máquinas fotográficas sucediam-se e ninguém queria ficar fora dos registos para memória futura. Aqui também foi o palco para a tradicional foto de grupo. Uma tarefa árdua atendendo à quantidade de AMUT`eiros que fizeram questão de participar neste sábado de aventura e lazer.

Retomamos o trilho, através de caminhos de terra batida, entre vegetação, acompanhando o curso de água, o que dava frescura e equilíbrio aos corpos, num dia bem quente para altura do ano - o início de primavera. Esta Estação do ano também é prenúncio de renascimento da Natureza e, por isso, alegramos o olhar com a visão dos novos rebentos de folhas e flores, misturando-se com as folhas caducas que teimaram em ficar Inverno afora, criando uma palete infinita de verdes e outras cores, formando um quadro de beleza contrastante com o azul do céu, um cenário magnífico, brindado ainda pelo chilrear dos pássaros em intensa atividade. 

Os trabalhos de limpeza das matas e abertura de vias para a luta contra incêndios, levaram à remoção de algumas das marcações do trilho, dando origem a “desvios” do percurso e com o estender do enorme grupo de caminheiros, a opção foi continuar através de estradão de terra batida, monte acima, sem sombra, mas sempre presente o sentido do fim do trajeto, aproveitando para apreciar a magnífica paisagem.

Finalmente, avistamos os autocarros, com um atraso de cerca de 45 minutos face ao previsto para o final do percurso. Regressamos à Associação Académica de Santa Cruz, que já nos aguardava ansiosamente para o almoço de sabores tradicionais e caseiros desta região: uma bela sopa, feijoada e caldeirada de cogumelos e carnes regionais… que delícia… mesmo!

Ainda o dia ainda não tinha terminado e uma grande surpresa aguardava por nós: o Rancho infanto-juvenil da Associação, cujo mais novo dançarino contava 4 anos. Com muita alegria e energia, durante cerca de duas horas, maravilharam os presentes com o seu vasto reportório, cheio de cor e som de instrumentos e vozes. Os AMUT`eiros também se juntaram ao Rancho, respondendo positivamente ao desafio que lhes fizeram e não se saíram nada mal… sendo mesmo aplaudidos de pé pela plateia!!!

No fecho, a Ângela Pereira propôs juntar todos os presentes, dançarinos do Rancho e AMUT`eiros, numa dança circular dos povos, com o titulo “Allu Achat”, uma dança tradicional israelita de Saudação. Foram feitas 4 rodas gigantes com todos os presentes e foi num momento de grande partilha que nos despedimos da Associação Académica de Santa Cruz…

Endereçamos os nossos agradecimentos à Associação Académica Santa Cruz, na pessoa do seu Presidente, Sr. Abílio Silva, e da sua esposa Natália Silva, pela forma simpática, empenhada, criativa, alegre e acolhedora como receberam os AMUT’eiros. A nossa salva de palmas e o nosso muito obrigado!

O próximo encontro da Família AMUT’eira é já no próximo dia 13 de Maio, para dar início à Peregrinação a Fátima, celebrando o centenário das Aparições de N.ª S.ª de Fátima aos pastorinhos!