FacebookYoutubePartilharRSS
Área Reservada
Caminhando

VI Trilho da Paisagem Património Mundial do Douro: Pinhão

No sábado, dia 19 de Setembro de 2015, a alegria era grande e a expectativa também. Pela primeira vez no AMUT’Caminhando, seguiriam 2 autocarros para uma caminhada. De facto, foram 108 os AMUT´eiros que, ainda ensonados, se juntaram frente à Câmara Municipal de Gondomar, para seguir com destino ao Pinhão.

A partida aconteceu cerca das 7h00 e decorreu de uma só assentada até à confeitaria Princesa do Douro, já no Pinhão. O número de bocas carentes de um revigorante pequeno-almoço, na pequena estrutura e poucos recursos humanos do estabelecimento, fez com que fosse longo o tempo a permanência dos pacientes e tolerantes AMUT´eiros antes da saída para o ponto de partida da Caminhada.

De regresso ao autocarro para mais uma curta viagem até Favaios, onde nos esperavam os nossos guias, para nos acompanharem, num percurso de cerca de 13 kms, através dos vinhedos durienses, património da humanidade.

Na frente do numeroso grupo, o Presidente do Clube Pinhoense, num jipe de apoio, seguido pelos 108 AMUT´eiros e a fechar o Sr. Luis Gordo, elementos que se dispuseram graciosamente a nos guiar a pedido do estimado Ex-presidente da Junta do Pinhão, Pedro Perry. A todos, a AMUT quer agradecer o inestimável apoio e acompanhamento sem o qual não teria sido possível caminhar por lugares tão maravilhosos.

O percurso embriagou-nos por completo. E até poderia ter sido decorrente de bebermos o maravilhoso néctar resultante do esmagamento das uvas, fruto colhido das videiras plantadas ao longo das encostas e das serras a perder de vista, mas não. O que nos embriagou de alegria e boa disposição foi antes a paisagem extraordinária, a atmosfera das vindimas, o contacto com as pessoas que vindimavam, pelas que transportavam as uvas, pelas que interagiam e mostravam com orgulho os cachos de uvas, lindas e recheadas, lagares cheios, pipos também completos de vinho acabado de ser trasfegado pelo equipamentos já com elevado nível tecnológico e o sentimento de uma colheita que prevêem ser considerado “vintage”. Lindo!!!

A escolha da data foi perfeita, dia solarengo, um mar de oportunidade para os olhos, olfacto e muito mais para as papilas gustativas, havia uvas, figos, maçãs, peras, marmelos, amêndoas, medronhos, castanhas e sei lá o que mais, tudo ao nosso dispor.

O percurso terminou com uma brutal descida, mesmo antes de atingirmos o local do piquenique, marcado para as mesas e o relvado junto do rio Douro.

O dia passou tão rapidamente que terminado o almoço, quase não havia tempo para o café, estava esgotado o tempo que disponhamos, pois os motores dos autocarro já se faziam ouvir e os motoristas tem horários obrigatórios a cumprir.

Chegamos à Câmara Municipal de Gondomar com o brilhozinho nos olhos de quem não deu por perdido mais um grande momento AMUT´Caminhando.